Como passar o protetor solar e evitar queimaduras

O verão começou e o sol sempre vem de braços abertos para nos acolher. Mas é preciso ter o seu protetor solar juntinho de você. Mesmo sendo fácil de aplicar, precisamos saber como passar o protetor solar e evitar queimaduras.

1. Use protetor solar mesmo em dias nublados, pois os raios ultravioletas estão sempre presentes;

2. Aplique o suficiente para cobrir a sua pele completamente, mas sem exageros;

3. Use o protetor nas sobrancelhas e a linha do cabelo, pois são lugares onde normalmente surge o melanoma. Coloque em uma escovinha e aplique nessas regiões;

4. Use protetor todos os dias e em todos os lugares;

5. Reaplique o protetor solar sempre que necessário (após contato da pele com a água ou a cada duas horas por exemplo).

Como proteger o celular durante as festas de fim de ano

As comemorações de fim de ano são uma ótima oportunidade para reunir familiares e amigos. No entanto, as festas também podem trazer algumas dores de cabeça, já que nessa época do ano o número de roubos e furtos de smartphones aumenta expressivamente. Confira dicas para se proteger:

• Leve somente o essencial para festas;
• Mantenha seus bens mais valiosos próximos ao corpo;
• Não coloque o celular no bolso traseiro
• Ande sempre acompanhado. Se possível, em grupo;
• Fique sempre atento nas grandes aglomerações de pessoas;
• Em caso de roubo ou furto do celular, o primeiro passo é bloquear o aparelho.

Dicas: TIM e a Generali Seguros

Dicas de sutiã para mulheres que têm silicone

Após a colocação do implante mamário, muitas mulheres que têm silicone ficam na dúvida sobre o tipo de sutiã que devem usar. Seja logo após o procedimento de mamoplastia ou lifting de mama bem como nos meses seguintes a operação. Então, nesse post, você vai descobrir as melhores dicas e recomendações que vão facilitar a sua rotina e sustentação. Vamos lá?

Segundo números recentes, a cirurgia plástica é uma das cirurgias mais praticadas pelas brasileiras, podendo ser apenas questão estética ou uma reconstrução, como em casos de retirada dos seios.  Como resultado, muito se questiona sobre os sutiãs que podem ou não ser usados após um processo de implante mamário.  Ao mesmo tempo, existe sempre aquela recomendação médica de sutiã a ser usado durante o tempo de recuperação.  Seguindo essa linha, existem algumas dicas acerca do assunto que você precisa conhecer. 

– Questão de sustentação 

Mesmo que você adore usar sutiã e acredite que se trata de uma questão visualmente estética, vai descobrir que isso funciona diferente após uma mamoplastia. Acontece que depois de colocar silicone, considerando o aumento das mamas, o principal objetivo do sutiã é a sustentação. 

Pense, por exemplo, que se trata de um corpo estranho que ainda está se adaptando a você do mesmo modo que você também precisa se acostumar.  Dessa forma, a dica é tirar um pouco da mente a ideia do que é apenas bonito e focar nos sutiãs que realmente fornecem a ajuda que você precisa.  Essa dica vale, principalmente, nos primeiros meses após a cirurgia ou em casos de implante mamário maiores que o recomendado pelo médico. Aliás, tenha cuidado na hora de escolher o tamanho. 

– Sutiãs com aros 

Os sutiãs com aros se dividem entre duas opiniões femininas: as mulheres que adoram e não vivem sem e aquelas que tiram o aro de todos os sutiãs que compram. Em primeiro lugar, ao fazer uma mamoplastia de aumento, você vai passar algum tempo utilizando sutiãs mais firmes, que ajudam na recuperação, evitando outros.  Em segundo lugar, quem tem silicone pode sim utilizar sutiãs que tenham aro, caso seja isso que você queira.  Em terceiro e último lugar, a dica é: tenha cuidado com a sua escolha.  

Durante alguns anos, muitas mulheres e até médicos acreditavam que os sutiãs com aros representavam um problema para aquelas que tinham um implante mamário.  Seja por pressionar a cicatriz ou mesmo por machucar a região abaixo dos seios.  Entretanto, ainda que nada disso seja verdade, é preciso ter atenção quanto a qualidade do item que você usa. 

Em outras palavras, é essencial que o aro esteja muito bem revestido com tecido/material que impeça machucados bem como é preciso garantir uma boa costura.  Portanto, você pode escolher aquele sutiã com aro ou usar aquele que está na gaveta, sempre ficando de olho que o aro está preso como deveria. 

– Sutiãs com bojo 

Segundo especialistas, milhares de mulheres que investem em uma mamoplastia de aumento deixam de lado os sutiãs de bojo para curtir roupas mais leves ou sutiãs sem esse tipo de revestimento. Ainda assim, isso não é uma regra. Dessa maneira, os sutiãs com bojo podem continuar fazendo parte da sua rotina normalmente.  

Mas atenção: durante os três primeiros meses após a cirurgia, é estritamente proibido o uso, já que os seios ainda estão em recuperação. Praticamente todos os sutiãs com bojo são feitos a partir de uma espuma, que pode ser mais maleável ou não, ter muitas costuras ou poucas e assim por diante.

 

Para mulheres que fizeram implante mamário, a dica é apostar em sutiãs com bojo feitos com espuma que sejam mais maleáveis, aquelas que parecem se deslocar. Isso permite que o material se adapte aos novos seios, evitando a pressão, mantendo o formato das mamas e impedindo a possibilidade do silicone se deslocar. 

Além disso, uma dica extra é evitar bojos com camadas extras de estuma ou o famoso estilo tubarão, que pode dar um aspecto artificial aos seios.  O ideal é optar por bojos mais finos e simples, que oferecem a sustentação e visual que você precisa, deixando os seios mais firmes e bonitos. 

 

– Sutiã de recuperação ou pós-operatório 

Independentemente de ter feito uma mamoplastia ou um lifting de mama, a recomendação é sempre seguir com a dica do médico sobre a lingerie a ser usada no pós-operatório. Durante os três primeiros meses, em média, a dica é utilizar sutiãs sem aro, com tecidos que permitam a respiração da pele e sem costuras, evitando marcas e pressão sobre o silicone ou cicatrizes. 

Pense, por exemplo, que ao fazer um lifting de mama, o seu corpo terá de se adaptar a falta de um pedaço de pele, o que vai garantir aquele aspecto mais jovial e firme para as mamas. Entretanto, utilizar o sutiã errado pode contribuir para um pós-operatório mais dolorido e longo. 

Geralmente, os sutiãs recomendados são em formas de tops, segurando boa parte do dorso e contribuindo, inclusive, para que você consiga dormir bem e sentir menos incômodo. Na maior parte das vezes, o próprio consultório oferece dicas de modelo ou podem até conhecer locais seguros para se comprar o item. Então, pergunte ao seu médico. 

 

– Renovando o guarda-roupa 

 

Para finalizar, a última dica de sutiã para mulheres que fizeram um lifting de mama ou mesmo um implante mamário se refere ao que vem depois da recuperação. Ou seja, pode esquecer os sutiãs que estão no fundo da gaveta, eles já não servem mais como deveriam.  Afinal, os números do seu busto mudaram e o seu guarda-roupa precisa seguir essa mudança, nada de utilizar itens que amassam ou deixam marcas nos seios. Atualmente, é possível encontrar milhares de possibilidades com sustentação, alças mais firmes, tecidos mais leves e confortáveis, sem costura ou mesmo que se adaptam mais facilmente a diferença de numeração nas costas. 

 

Conclusão 

As dicas de sutiã após uma mamoplastia de aumento ou mesmo lifting de mama incluem respeitar a recuperação e o no novo formato do seu corpo.  Na dúvida, sempre converse com o seu médico, com outas mulheres e até com vendedoras que podem te ajudar a obter o melhor suporte para os novos seios. 

Como deixar as roupas mais brancas

Com a chegada das festas de fim de ano muitos começam a pensar em roupas brancas, o que é uma tradição entre as famílias brasileiras. Uns compram looks novos, outros recorrem às opções no armário e, neste momento, se deparam com peças manchadas ou amareladas. Mas não se desespere! Há solução para resolver o problema.

O primeiro passo é tentar tirar as manchas antes das lavagens, com produtos específicos para esta finalidade e que não comprometam as fibras. “Como a roupa branca suja com facilidade, é importante que a lavagem seja feita com sabão alcalino e água fria. Após deixar as roupas de molho, para que fiquem mais brancas e para eliminar resquícios de outras manchas, é importante enxaguar bem as peças, tirando todo o tipo de resíduo existente”, explica a especialista em cuidados têxteis da 5àsec, Marinês Cassiano

Vale ressaltar que as roupas brancas devem ser lavadas separadamente, ou seja, não podem ser misturadas com peças coloridas, que podem manchar ou danificar o tecido. Outra dica importante é utilizar a dose certa de sabão, já que o excesso de produto pode gerar o efeito contrário. Em seguida, estenda as peças à sombra e do lado avesso.

Se durante as comemorações de Ano-Novo cair alguma substância inesperada, como vinho, molhos ou maquiagem, o recomendado é que você utilize a solução de água quente com alvejante, mas apenas nas roupas de algodão. Os tecidos mais delicados como seda, viscose e linho não podem ser lavados com alvejantes.

Existem no mercado alguns produtos específicos para o clareamento de roupas, mas devem ser utilizados com cautela, seguindo as instruções do fabricante e as informações contidas na etiqueta de cada peça. “Na dúvida, opte sempre por uma lavanderia, que conta com serviços específicos para esta finalidade”, aconselha Marinês.

Quando for armazenar as roupas brancas, envolva-as em sacos de TNT, para protegê-las tanto do pó quanto dos raios de luz. Não é indicado o uso sacos plásticos para guardar as peças, já que este tipo de material não permite que as fibras fiquem arejadas, causando em grande parte dos casos manchas amareladas ou mofos.

Saiba tudo sobre a extensão de cílios fio a fio

Já tinha escutado bastante sobre a extensão de cílios, mas confesso que sentia um pouco de medo de me render à técnica e prejudicar meus fios naturais, afinal eles não são muito grandes e a quantidade também não é das melhores. Resolvi buscar mais informações sobre o assunto e acabei testando o alongamento. Estou “cilhuda”, se é que esta palavra existe, há quase dez dias e amando acordar com as pestanas prontinhas, sem nem precisar mais de rímel. Aliás, quando você tem a extensão é proibido usar a máscara para cílios já que o produto acaba grudando nos fios sintéticos e causa um aspecto feio, além de enfraquecer a cola. O atrito para remoção do rímel também pode prejudicar as extensões.

Eu fiz a extensão de cílios fio a fio clássica.  O método consiste em colar os fios artificiais junto aos que a gente já tem. Cada cílio natural é isolado para que o novo seja aplicado por cima dele. É tudo muito cuidadoso e minimamente calculado. O alongamento fio a fio é uma técnica que não trabalha com tufos e sim fios de seda separados, colados diretamente nos cílios e longe da pele. Essa distância existe porque não se trata de um implante e sim de uma extensão, ou seja: a cola vai direto nos pelos e você não sente nada. Nenhuma dorzinha. Por ser feita fio a fio, a aplicação demora até duas horas. Eu, inclusive, aproveitei pra tirar um cochilo durante o procedimento.

A promessa de duração do alongamento é de 20 a 30 dias, sem manutenção, mas com os devidos cuidados. No entanto, durante este período parte das extensões pode cair naturalmente, devido ao ciclo natural dos cílios. A queda pode diminuir o volume, mas mantém o alongamento. O ideal é esperar que elas saiam sozinhas. Não tente arrancá-las porque você corre o risco de levar o seu cílio natural junto.

Você pode voltar à profissional para fazer a remoção adequada, ou então pode fazer a manutenção e colar novos cílios no lugar dos que já se foram. Essas manutenções costumam ser mais baratas do que o preço pago pela primeira aplicação e podem ser feitas por até quatro meses seguidos.

Fiz minha extensão de cílios na Marcella Estética Facial, fica ali na galeria Champs Elysées, aqui em Santa Cruz do Sul. É ela quem cuida também das minhas sobrancelhas e recomendo muito.

ANTES

DEPOIS

 

 

DICAS

  1.  Procure não fazer alongamento com tufos. Eles são mais indicados para uso em maquiagem com cola tradicional. Tudos não devem usados como extensão porque são colados vários cílios juntos, o que prejudica os cílios naturais.
  2.  Evite molhar os cílios até 10 horas após a aplicação.
  3. Fique longe de produtos oleosos, como  o demaquilante bifásico, pois eles podem dissolver a cola usada no alongamento.
  4.  É bom pegar leve no atrito. Tente não esfregar muito os olhos com as mãos para não prejudicar a extensão.
  5.  O alongamento não é indicado para mulheres com sensibilidade nos olhos ou que esteja passando por tratamento que ocasionem a queda dos fios, como a quimioterapia. O ideal é que se passe por uma avaliação com a profissional.